Postado por Janine | 0 comentários

Frango ensopado na panela de pressão com polenta

A panela de pressão veio para facilitar a vida de quem gosta de cozinhar seu próprio alimento. Por isso comprei mais uma e publico mais uma receita. Dessa vez, dois pratos que levariam mais de quatro horas para ficarem prontos, com a pressão, você pode prepará-los em menos de duas horas.
Quando compramos as panelas, nas instruções que acompanham o produto estão todos os cuidados necessários para melhor conservação, como por exemplo na hora de resfriá-la, recomendam não colocar debaixo da torneira. Mas digo de experiência própria: eu resfrio na torneira por 8 anos e a minha panela continua ótima. Apenas preciso trocar a borracha de vedação quando se degrada, o que é super barato. Essa borracha dura uns dois anos. Uso panela de pressão há mais de 10 anos e nunca aconteceu nenhum acidente comigo. É só tomar os cuidados nas instruções de uso.

A panela de pressão foi inventada pelo físico francês Denis Papin, que publicou em 1861 uma descrição do equipamento, denominando-o digestor. Numa reunião de cientistas da Royal Society, Papin demonstrou que o seu invento era capaz de reduzir ossos a gelatina comestível. Atualmente, esse recipiente é empregado não só nas tarefas domésticas, mas também nos hospitais (sob a forma de autoclaves para esterilizar material cirúrgico), na industria de papel (como digestor para cozer polpa de madeira) e nas fábricas de conservas alimentícias.

A água ferve normalmente a 100º C, ao nível do mar e num recipiente aberto. Qualquer que seja o tempo que a água demore para ferver nessas condições, a temperatura continuará a mesma. Se você mantiver alta a chama de gás, depois que a água já estiver fervendo, estará apenas desperdiçando gás. O que estiver dentro da água levará o mesmo tempo para cozinhar. O excesso de calor produzirá apenas a evaporação mais rápida da água. É possível, entretanto, tornar a água mais quente que 100º C, aumentando a pressão. É o que fazem as panelas de pressão. Como são recipientes fechados, conservam o calor e a pressão aumenta. Nessas panelas, em vez de ferver a 100º C, a água (e o vapor) atinge temperaturas mais altas, cerca de 120º C. Evidentemente a carne, batata e feijão ou qualquer outro alimento cozinham muito mais depressa. Como o vapor exerce uma pressão considerável, as panelas possuem válvulas de segurança que funcionam quando a pressão atingir um ponto perigoso. Por isso, jamais abra uma panela de pressão em funcionamento. Certifique-se de que toda a pressão saia antes de abrir, levantando o pino central, depois de desligar o fogo, quando parar de chiar.

CRIANÇAS PEQUENAS NÃO DEVEM ENTRAR NUMA COZINHA DURANTE COZIMENTOS, EM HIPÓTESE ALGUMA.

                                       
ATENÇÃO: A PANELA DE PRESSÃO DEVE ESTAR SEMPRE BEM LIMPA, PRINCIPALMENTE A TAMPA. JAMAIS DEIXE ENTUPIR A VÁLVULA CENTRAL. RETIRE A BORRACHA DE VEDAÇÃO E LAVE-A CADA VEZ QUE USAR.


Frango ensopado com polenta

Para o frango:

1 kg de coxas e sobrecoxas resfriados
1/2  xícara de sopa de óleo para fritar
1/2 alho poró
6 tomates maduros sem peles e sem sementes
1 cabeça de alho
1 colher de sopa de açúcar mascavo
 1 1/2 copo de água
vinagre de vinho branco
sal

Modo de Fazer:

Retire o máximo que puder da pele do frango, mas não toda.
Marinar o frango em uma mistura de 1/2 copo vinagre de vinho branco, 1/2 copo de água mineral, 1 colher de sopa de sal, 3 dentes de alho amassados, 1 colher de chá de louro em pó. Deixe por, pelo menos uma hora, para pegar bem o gosto dos temperos.
Para retirar a pele dos tomates, faça corte  em cruz nas duas extremidades e coloque-os numa panela com água fervendo. Deixe uns dois ou três minutos fervendo, desse jeito, ficarão mais fáceis de descascá-los. Retire-os da água. Descasque-os e corte-os em pedaços
Corte o alho poró em tirinhas
Amasse os dentes de alho restantes para o molho.
Retire os frangos do marinado e passe um papel toalha para secar um pouco.
Frite-os em óleo quente, e qunado soltarem do fundo da panela, vire-os..
Acrescente o alho poró, o alho, os tomates e misture.
Dilua o açúcar mascavo na água, coloque na panela. Tampe-a e deixe na pressão por 15 minutos


Para a polenta

175 gramas de fubá de milho polentina
1 1/2 litro de água
1 cebola picada
2 dentes de alho amassados
1 tablete de caldo de galinha


Modo de fazer

Refogue os temperos
Coloque a polentina
Mexer até ferver
Depois de ferver, tampe a panela de pressão e deixe 20 minutos.
Deixe esfriar a panela de pressão. Depois de parar de "chiar", levante o pino superior para ter certeza de que saiu toda a pressão de dentro da panela.

0 comentários:

Atenção

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter informativo e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, agrônomos e outros especialistas."